Crítica – “A LISTA – VOCÊ ESTÁ LIVRE HOJE?”

9 01 2009

É engraçado o título do filme, e você sabia que esse título foi dado pelo próprio público brasileiro? Pois é isso mesmo, a Paris Filmes, empresa que distribuirá o título em DVD (R$113,50) fez uma enquete em seu site sugerindo diversos títulos para a trama, e o escolhido foi este.  O subtítulo já sugere muita coisa do que conferimos no filme, para bom entendedor, é claro.

a-lista

Pegando um gancho no nome do filme, o roteirista ainda o batizou, no original, de “Trapaça”. Aliás, eu não me surpreenderia caso os outros títulos descartados incluíssem O Executivo que se Fingiu de Amigo, Todos Mentiram pra Mim!).

Mas vamos lá. A história basicamente é a seguinte: Em meio à uma vida sem ideais, sem namoradas, sem amigos, Jonathan (Ewan McGregor) está trabalhando em uma empresa de advocacia quando conhece o simpático Wyatt (Jackman). Wyatt convida o jovem rapaz para uma partida de tênis, e mais tarde acaba esquecendo o celular com seu amigo. Sem querer, e sem coincidências (momento irônico), o celular que agora está com Jonathan toca e uma voz sedutora do outro lado questiona: “Você Está Livre Hoje?”. Jonathan até tenta explicar o equívoco, mas acaba marcando um encontro com a pessoa que está falando ao telefone, e é seduzido por uma linda mulher, que o satisfaz sexualmente.

O cinema já foi mais previsível, e a história (vou continuar), só não deu ao filme o título de excelente suspense por manter demais a “concidência” como fator essencial para a ocorrência dos fatos, e isso é muito clichê, além de fazer da história tão rica algo irreal de se imaginar.

Continuando a trama, Jonathan não resiste às tentações, e logo vai começando a descobrir os mistérios que perduram por trás daquela voz e telefonema. Wyatt sai para viajar e fica tempos fora, ainda sim deixando seu celular com o colega, que usa e abusa de diversos encontros amorosos que vão surgindo. Mas um dia, ele se apaixona por uma das mulheres com quem se relaciona, e em um encontro normal, algo dá errado. É aí que o personagem enxerga realmente o que está acontecendo e com quem está lidando.

https://i0.wp.com/www.smh.com.au/ffximage/2008/04/24/deception_080424093155009_wideweb__300x375.jpghttps://i2.wp.com/blog.mlive.com/grpress/2008/04/large_Deception.jpghttps://i0.wp.com/blogs.kpbs.org/blogs2/images/uploads/Deception-03.jpg

A LISTA na verdade não passa de um clube de sexo por encomenda, onde os mais poderosos de Nova York tem acesso. A proposta era clara: Criar um thriller sexy no estilo dos filmes de Adrian Lyne (Proposta Indecente, Atração Fatal). Mas mesmo o sexo é insosso aqui, algo irônico considerando que estamos vendo um filme sobre um clube de… sexo! O espectador é ainda levado a se perguntar por que um sujeito sofisticado e bem sucedido como Wyatt, demonstraria tamanho interesse por uma criatura entediante como Jonathan – e a única resposta possível é, também, o centro da trama.

O filme é bom, é comercial e creio que será muito alugado (temos que ter essa esperança sempre), porém o filme peca por ter saídas fáceis demais de situações tensas, na qual deveria ter explorado mais a a vingança, a briga entre casal, o ciúme, traição e poder.

Tecnicamente competente (mas não excepcional), “A Lista” traz o veterano diretor de fotografia italiano Dante Spinotti investindo em uma paleta dessaturada e fria, quase monocromática, que ressalta o sentimento de solidão e isolamento do protagonista – cujas roupas tristes e repetitivas também retratam com eficiência sua personalidade.

Com um final xinfrin, “A LISTA – VOCÊ ESTÁ LIVRE HOJE” não mata a sede de quem procura nem ao menos o que deveria se tratar o filme. “A OUTRA” e “INFIDELIDADE” servem de dicas para títulos do gênero , e por sinal, melhores.

Tamanho originalTamanho originalTamanho original


Ações

Information

13 responses

9 01 2009
Alexandre

É, acho que esse filme ficará de fora para entrar mais duas cópias de Rede de Mentiras… Quem sabe quando sair em ST ?

9 01 2009
Junio Rocha

Ah Alexandre eu até acho que você pode comprá-lo sim. Há muitos clientes que não são tão criteriosos quanto eu rs e nem perceberia tudo que disse no texto.
Espere a tabela de Março estar completa que você coloca na balança se poderá comprar ou não…

9 01 2009
Alexandre

Não vai dar não, porque para fevereiro aumentarei em 70% o meu gasto, porém será tudo investido em seriados, que, ao menos em minha loja, dão retorno rápido e não tenho concorrência local.

10 01 2009
alan

Eu ja não estou mais afim de le críticas aqui pois afinal como ja disse em outra oportunidade… vou acabar naum comprando mais filmes em rental!!!!!!!! Incrível…. os adjtivos que mais encontro aqui é: banal… previsível… xinfrim… clichê… etc etc etc!!!

10 01 2009
alan

ler* ops

10 01 2009
Denis

Alan ,mas é como o Junio disse nem todo mundo tem essa visão para o filme , eu pelo menos assisti e achei um suspense fantástico, faça o que for melhor pra sua loja.

10 01 2009
Junio Rocha

Isso Alan, faça o que quiser. Lembro à você que este é um Blog (como Milhares de Outros) onde o DONO coloca sua OPINIÃO (que é que nem…) para outras pessoas conferirem. Seja maduro que nem nosso amigo Denis, tenha opinião própria e pare de criticar, visto que você nem deve ter assistido ao filme.

Mas isso acontece, opiniões opostas, e eu não ligo, é normal. Mas eu fico me perguntando qual é sua reação quando você indica um filme (que na sua opinião) é bom e o cliente quando o devolve diz que não gostou!? Você o xinga também? O critica?

Amigo, aprenda a respeitar a opinião dos outros, é bom sabe.

23 01 2009
Paulo

Junio!!
Vendo as fotos de sua loja, gostaria de saber a metragem quadrada que tem a sua sala e se voce vende mais algum produto além de sorvete….
Um Grande abraço
Paulo

24 01 2009
alan

continuo achando que as críticas nesse blog sempre são ruins….. raramente apareçe um adjetivo bom!!!! Não que eu não tenha opnião própria ou que naum respeite a opnião dos outros.

24 01 2009
Alexandre

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Meu Deus, não acredito que entraremos em discórdia por causa de gosto, que é uma coisa totalmente pessoal. Alan, não concordo sempre com o Júnior, acho que ele muitas vezes, é meio amalucado (kkkkk) com as preferências dele, mas isso não quer dizer que não posso compreendê-lo. Se fosse para eu comprar somente o que ele gosta ou se fosse para trabalhar como ele trabalha, eu fecharia a minha loja e o convidaria para uma sociedade. A coisa mais comum é abrir o jornal, ler a crítica de determinado filme e resmungar do crítico, discordando completamente dele. Ou estou mentindo? Esse espaço é para compartilharmos idéias, experiências e, creio eu, que não é para levarmos sempre a opinião cinematográfica de um ou outro ao pé da letra. Sou frequentador assíduo desse site, mas me comporto como se estivesse conversando com amigos no meu balcão, trocando idéias e discordando na maioria das vezes. Todos nós temos opiniões, e eu confesso que nem sempre acerto, mas se eu não for debater isso com pessoas como nós, que somos profissionais desse ramo, vou falar com quem?
E minhas compras faço de acordo com minha clientela. Não vou comprar filmes A e B porque a clientela do Júnior, do fulano e do sicrano querem ver.

24 01 2009
Junio Rocha

Eu sou fã do Alexandre, ainda não sei porquê!

24 01 2009
Junio Rocha

Paulo, Vendo Sorvetes, Balas, Chips, Bombons, Doces (revenda autorizada de uma loja de minha cidade) e DVD’s propriamente dito.

Não sei lhe falar a metragem da sala, mas vou providenciar fazer esta medição para você!
Abraços e agradeço o contato.

25 01 2009
Alexandre

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fala sério, fã? Putz!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: