Contextualização do Mercado de Vídeo

22 04 2009

 Eu confesso! A faculdade de Educação tem me gerado alguns efeitos colaterais, bem pesados por sinal. Ando mais astuto, mais aldaz, veloz, aflito, imponente e chato. A parte de ser chato é a que mais me agrada, pra falar a verdade. Ser chato hoje é não sair mais com os amigos, é não querer pular carnaval (e talvez levar um tiro!), é não achar graça em beber um copo de bebida alcóolica ou fazer um showzinho de ciúmes. A Política, A Economia, O Comércio têm me deixado diferente. Mas creio que será bom. Tudo que é diferente, que não seja ilegal é claro, vem para somar; e acho que nossa sociedade, particularmente nosso ramo está precisando de pessoas para somar. Eu e você estamos cansados da turma de colarinho branco.

 

Saber a realidade dos fatos é grande sacada da Sociologia da Educação, da Filosofia e da História. É legal sabermos o porquê o tal Governo “para o povo” decidiu tirar dos alunos de Pedagogia, as habilitações para áreas referente à Supervisão, Orientação, Direção, Coordenação entre outras. É muito, muito interessante. E mais interessante, é termos dois grupos diante desta situação:

 

GRUPO A : Não estou nem aí !
GRUPO B : Vamos discutir esta proposta e reavaliar os impactos desta decisão para a Educaçao do País!

 

O exemplo é verídico, mas onde quero chegar é: Qual a vantagem em ter poder, se não podemos usá-lo? Bem, aí entramos em outra história de conto de fadas. “…Era uma vez um país com um dos mais altos índices de Pirataria do Mundo. Neste país existia o mercado de Vídeo. Neste mercado havia as Empresas Capitalistas e os Subordinados (com cara de tacho). A diferença entre estas duas classes é que as Empresas Capitalistas estão unidas para obter lucro, já a classe dos Subordinados está totalmente à mercê da primeira e torce pelo desastre do concorrente.

Certo dia, a Internet que se tornou ferramenta essencial em pleno século XXI, aliado aos grandes avanços tecnológicos em equipamentos para atender as necessidades e vontades da população, juntamente com a fogoza vontade de ganhar dinheiro das Distribuídoras do tal mercado de Vídeo, fizeram extinguir as Vídeo Locadoras “físicas”, já pobres, do país.   The End!”

 

É legal (1), do ponto de vista crítico, é óbvio, encontrar em apenas 35 minutos, 387 (trezentos e oitenta e  sete) – procurados de maneira mais veloz que Homem de Ferro (piadinha) – sites na Internet que hospedam Filmes Online. Sites bem equipados, com recursos avançados de postagem e Busca, Layout arrojado e Moderno, Equipe de Suporte, FAQ, Central de Ajuda e até Brindes para Usuários. Ah! e nestes sites se hospedam filmes, aqueles vídeos longos com cerca de 90 minutos, com pessoas famosas. Os vídeos podem ser Dublados, Legendados, à maneira do freguês.

Aliado à isto, nós temos praticamente um mercado genuíno, que deve fazer alguns lucrarem bastante, de produtos Piratas. São bancas, São vendedores que atendem à nossa porta. Quem dera minha locadora oferecer os filmes para locação de porta em porta. Voltando… além da Pirataria através dos Camelôs, temos também as Distribuídoras que cobram R$109,90  e até R$119,90 em cada CD. O legal (2) é ver alguns pularem de alegria em ganhar 10% de Desconto em cada mídia.

Junte tudo isso, misture com doses de crise na Economia Mundial, Um pouco de falta de Marketing a favor das vídeo locadoras, e à alguns vôvôs do mercado aconselhando a todos de fecharem as portas e irem gritar na praça.

Bem, estamos em 2009, ano em que a era digital está mais próxima, e em 2010 estará ainda mais e assim por diante.  Estamos no ano em que o salário mínimo aumentou cinquenta reais, e cinquenta reais não se compra um filme nem ao menos da “Alpha”, com todo respeito.

Mas calma. Vamos voltar a parte dos dois grupos, se lembra? Desta vez temos:

 

GRUPO A : Não estou nem aí ! É cada um por si e nada é tão ruim assim, pois no fim do mês sempre sobra um pouco para jantar no restaurante em Promoção.

GRUPO B : Vamos continuar comprando, mesmo contrariados, pois sem filmes novos não temos cliente.

 

Se analisarmos as duas situações, vemos uma possível saída na primeira, relacionada ao curso de Pedagogia. E na segunda? Cadê a saída ?”

Para exemplificar, a maior rede de Vídeo Locadoras do Mundo, acaba de “quebrar/falir” no Brasil. A Rede Blockbuster estava pronta a fechar as portas no país, porém a empresa foi oferecida à uma grande rede também Americana de Lojas, as “Lojas Americanas”. As LA levam consigo o nome (apenas ilustrativo) da Blockbuster, a ponto de querer esconder por entre lençóis todo o real fato.

 

 

Este é um exemplo e tanto para podermos avaliar a posição do mercado de vídeo atualmente. Se uma empresa, de tamanha proporção decreta Falência, o que será das empresas menores (como a sua) que trabalham no mesmo segmento? A resposta pode ter “n” vertentes, porém damos o nosso jeitinho brasileiro para tentar burlar todo o sofrimento. Exemplo: Quando você entra em uma vídeo locadora, raramente vê a loja APENAS, EXCLUSIVAMENTE com o serviço de LOCAÇÃO E/OU Venda de DVD’s. As lojas se modernizaram e passaram a oferecer mais serviços, a fim de conseguirem equilibrar as contas. Minha loja por exemplo possui uma ampla Sorveteria, além de venda de Salgados Elma Chips, Guloseimas, Refrigerantes etc. Toda essa diversidade ajuda a termos mais clientes. As lojas que continuam apostando apenas na locação, estão com anúncios de venda nos principais Jornais Impressos.


O Governo Federal, juntamente com as distribuídoras detentoras dos direitos autorais das obras, não contribuem em nada para o melhoramento do mercado de Vídeo. Não é uma vinheta caseira de 30 segundos de exibição, que passa em todo filme original que fará o Servidor Trabalhador que ganha apenas R$465,00 mudar de idéia com relação à assistir filmes pirateados. É tudo muito copmplexo, é todo um costume da sociedade, que é passado de pai para filho. A sociedade Brasileira ainda não compreendeu que ela mesma vive à mercê do próprio mercado pirateado. Exemplo 2: O Homem já desempregado admite não ter dinheiro para pagar uma locação de R$3,50, portanto compra os DVD’s por R$2,00 na banca mais próxima. Este indivíduo, desprovido de qualquer inteligência plena (desculpe a ignorância) não percebe que este ato traz prejuízo à si mesmo, enquanto que se, juntamente com os milhões que compram DVD’s piratas, ele migrasse às vídeo locadoras, o movimento iria melhorar, novos postos de trabalho seriam criados, novos investimentos aconteceriam e assim vai.

 

Para que eu exemplifique bem a situação atual, vamos ás contas:
Cada lançamento em DVD Original, comprado de QUALQUER (Eu disse qualquer) revenda, site ou distribuídor autorizado no Brasil, sai entre R$109,90 e R$119,90. Uma loja, como a minha, que possui 4.000 clientes cadastrados, necessitaria, no mínimo, de 100  à 200 novos filmes todos os meses, para que eu pudesse atender à minha demanda de 4.000 clientes. O que acontece é que pelo fato do preço de cada disco ser tão caro, não compramos em grandes quantidades como deveríamos, assim não conseguimos oferecer as mídias para todos os clientes, a pessoa procura outro meio no qual possa assistir ao filme, que em minha loja fica sempre alugado, então ela o compra pirata.  Se as distribuídoras se atentassem a diminuir os preços abusivos de cada mídia, que de fabricação custa em torno de R$6,50, já teríamos um saldo positivo.

Sabe o que já ouvi de uma revenda de MG ? Quando questionados sobre o porquê a empresa WARNER revende seus filmes por R$49,90 e as outras distribuídoras pelo dobro do preço, a revenda me respondeu que era para dar um equilíbrio nas vendas. Segundo esta empresa, se caso todas as empresas vendessem os discos por R$49,90, teríamos vídeo locadoras em todas as esquinas, muito aventureiros entrariam no mercado, aproveitando os baixos preços. Por isso existe A EMPRESA (apenas uma) que revende barato, e TODO O RESTANTE que revende pelo preço absurdo.

A fiscalização nas lojas é zero. Em anos de mercado, nunca fui visitado por um fiscal da prefeitura, nunca fui questionado sobre disponibilizar filmes piratas ou não. Ou seja, essa realidade deixa brecha à muitos bandidos abrirem locadoras de filmes falsificados. Este copia um filme, o que não lhe gera mais que R$5,00 para confecção do CD mais a Capinha Colorida para exposição, e aluga cada CD por R$3,50 a diária. Se analisarmos bem, seria o sonho de consumo de todos nós do setor, mas somos honestos, somos brasileiros que ainda acreditam em seu país, país verde, e não mais amarelo de riqueza, país verde, não mais tomado pela época da ditadura, mas com características de um controle liberal demais, capaz de deixar a população fazer o que bem entende, do mau ao pior.

 

 

 Os sites na Internet que disponibilizam filmes para Download nem se quer são monitorados, os donos fazem até Comunidades do site no Orkut, criam até Fóruns para comunicação entre os membros, e as autoridades nada fazem. Mas a sensação do momento não é mais Downloads, e sim FILMES ONLINE. Descobrimos a pouco tempo dezenas de sites na rede com inúmeras opções de filmes, tanto dublados como legendados, a disposição de qualquer pessoa. Filmes novos, mais antigos, filmes que ainda estão nos Cinemas, com qualidade de áudio invejável, e de vídeo, ás vezes, que pode ser comparada à uma TV Normal.


O mercado de vídeo original, legalizado, caminha para outro segmento, a Internet será a maior aliada do nosso setor. Algumas empresas já oferecem serviços de locação Online, onde o cliente acessa em casa o site da loja, escolhe o filme, e o recebe em casa. Este é o futuro das locadoras mais pobres do país, pois as grandes redes, em breve também fecharão as portas de suas lojas físicas, e começarão a vender filmes Online, tal como iTunes e NetFlix já fazem no Exterior. O cliente acessa, paga U$0,99 dólares por cada filme baixado, em qualidade de áudio e som DIGITAL.
Aprendemos no Ensino Fundamental o quanto a Revolução Industrial tirou postos de trabalho do homem, o quanto a máquina avançava no setor trabalhista. Hoje, enquanto o homem deveria estar mais apto a pensar nas questões sociais, temos novamente a Tecnologia para substituir outro segmento, que em breve será extinto. Um exemplo disto são as antigas lojas da “KODAK”, que revelavam fotos. A tecnologia fez todas as lojas daquele segmento fecharem, e colocou nas ruas milhares de trabalhadores que ficavam atrás de seus balcões.

 

 

Ah! Tem o BluRay. O BluRay já foi a esperança de muitos para alavancar de vez o setor, mas o cliente quer mesmo praticidade, não quer sair de casa, ou então quer assistir o filme ali mesmo no PC, enquanto está com outra janela aberta no canto da tela exercendo outra atividade. Chegaremos ao tempo em que o cliente, não se dará ao trabalho de sair de casa e se dirigir à loja alguma, pois aos poucos os serviços Delivery vão engolindo o próprio mercado. Quem sabe os atendentes das locadoras não passem a ser os Motoboys de outras lojas. (Brincadeirinha).

 


O fato é que dentre todos estes fatores que lhe exemplifiquei, que certamente contribuem e evidenciam o DESCASO dos grandes empresários de colarinho branco, existe um fator isolado. Quem ama cinema, quem assistie a filmes por prazer, e não por obrigação, ainda enxerga uma luz no fim do túnel. Eu, mesmo com todas as dificuldades que enfrentei no setor, e olha que tenho apenas 19 anos de idade, acredito que eu possa sobreviver. É com bom atendimento, com criatividade, com parcerias que conseguimos atingir nossos objetivos, e eu, como sou um cara que não se contenta com pouco, vou até o fim para poder fazer algo pelo mercado. A própria criação do espaço “Guia da Vídeo Locadora” é um ítem à favor dos empresários. O espaço é único no Brasil, o primeiro Web Site a vincular notícias exclusivamente relacionadas ás vídeo locadoras. Vamos aos poucos caminhando para a revolução de nosso setor, mas claro não vamos entregar o barco de graça. Eu já me comprometi e espero poder ainda fazer muito por este mercado, que tem clientes em potencial, tem milhares de lojas querendo comprar, mas que tem uma péssima gestão e funcionamento.

 

About these ads

Ações

Informação

7 respostas

22 04 2009
sonia conti

Muito bom, assustador, mas totalmente real, nosso mercado é totalmente incerto, pior , como está, estamos em queda livre, e no momento, se pensarmos muito nisto, fechamos as portas mesmo

25 04 2009
Vasco Alvarenga Mamede

Muito boa a sua análise! Parabéns!

Vou emitir minha opinião:

1º) “Os sites na Internet que disponibilizam filmes para Download nem se quer são monitorados, os donos fazem até Comunidades do site no Orkut, criam até Fóruns para comunicação entre os membros, e as autoridades nada fazem.”

As “autoridades” não vão fazer nada mesmo! Falo com toda a convicção: O POVO BRASILEIRO É O MAIS DESONESTO/SAFADO DO MUNDO! Não é só a questão de que os políticos dão mal exemplo! É que o POVO BRASILEIRO JÁ NASCE COM A DESONESTIDADE E SAFADEZA! ESTÁ NO GENÓTIPO!

Querem exemplos? Na minha locadora, tenho também Lan House. Frequentados por crianças, adolescentes, jovens e adultos! Recentemente a Vara da Infância, em atendimento à alteração de uma lei, que no momento, não me lembro qual o seu número, decretou que menores de 18 anos, para frequentar Lan House, precisam de autorização expressa dos responsáveis. Comecei a informá-los e a exigir o comparecimentos dos responsáveis para assinar um termo de autorização. E o que aconteceu? Simplesmente, 50% dos menores de idade sumiram da Lan House! Estão utilizando Lan’s Houses, que não estão exigindo a autorização! E a fiscalização? NADA! E as que provavelmente foram fiscalizadas, devem ter MOLHADO a mão dos fiscais!

E as “autoridades” não vão fazer nada mesmo! O compromisso deles com o país INEXISTE! Basta ver os poucos casos de corrupção que saem na mídia! E ao invés de trabalharem para o país, passam praticamente o ano todo em CPI’S! UM VERDADEIRO TEATRO O CONGRESSO NACIONAL! E o que dizer do presidente da república, que no seu avião presidencial, assiste filme pirata (Lembram-se do filme OS 2 FILHOS DE FRANCISCO?).

Aqui em Uberlândia-MG, existe a UNIVÍDEO – ASSOCIAÇÃO DAS VÍDEO LOCADORAS DE UBERLÂNDIA! Esta associação conseguiu reduzir bem a incidência da pirataria. Em 2007 foi UMA VERGONHA TOTAL! Por toda a cidade, nas ruas, em estabelecimentos comerciais, hospitais etc…, encontrava-se DVD’S e CD’s piratas de todos os tipos! Em encontro com o à época Secretário de Serviços Urbanos de Uberlândia, no seu gabinete, dizia não ter condições de combater a pirataria! Arrumou vários motivos para não fazer o que devia! Só depois da ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE UBERLÂNDIA – ACIUB, ter entrado no processo é que conseguiu-se prender e apreender, pessoas e dvd’s e cd’s piratas. A´polícia civil nada fazia! Ou melhor pouco faz neste processo!

Próximo a minha video locadora, existe um locadora de pequeno porte, que já há muito tempo, loca DVD’S PIRATAS! A UNIVÍDEO JÁ DENUNCIOU VÁRIAS VEZES E NO ENTANTO NUNCA FOI FECHADA! CONTINUA A LOCAR DVD’S PIRATAS! TENHO CLIENTES EM COMUM À ELA, QUE ME DIZEM QUE ESTA LOCADORA LOCA FILMES PIRATAS! Provavelmente, esta locadora, em algum ponto do processo de fiscalização (incipiente) é avisada quando da ida até ela!

O que as vídeo locadoras tem que fazer é DIVERSIFICAR O SEU NEGÓCIO! NÃO É ABANDONAR O NEGÓCIO DO HOME ENTERTAINMENT! Existem muitas pessoas, que gostam de ir às video locadoras! Entregar em casa, eu também faço isso para uns poucos clientes, que se predispõem à pagar pelo serviço.

MAS ENFIM, UMA COISA ESTÁ CLARA: SE DEPENDERMOS DE “autoridades”, ESTAREMOS, COM O PERDÃO DA PALAVRA FUDIDOS!

26 04 2009
Renato

Prezado Junio,

Parabéns pela iniciativa. Já está mais do que na hora de desbancar a “turma do colarinho branco” e mostrar que somos importantes para o mercado. Mostrar que sem as videolocadoras eles terão um enorme prejuízo.

Somos totalmente dependentes das grandes empresas produtoras e distribuidoras. Somos “obrigados” a comprar os filmes a preços abusivos (109,90 e 119,90).

Temos que pensar juntos em mecanismos para mudar esse cenário vergonhoso. Sem dúvida é com nossa união que conseguiremos alguma coisa. Sou novo no mercado e tenho dezenas de idéias que poderão ser debatidas em seu blog e quem sabe implementadas.

Poderão ser debatidos vários temas como:

Como se organizar para comprar mais barato;
Como diminuir a piratarias;
Como ter condições de pelo menos concorrer com a pirataria já que acabar com ela é impossível em nosso país;
Como não ter filmes furtados e diminuir a inadimplência;

Renato Alves de Oliveira
http://www.originalvideolocadora.com.br

27 04 2009
Roberto

Bom dia !

li o artigo e como sempre gostei muito , infelizmente só ira ficar no mercado quem assim como você tiver o minimo de empreendedorismo.
nesta constante batalha de interesses, quem ja ganha muito nunca perdera o reinado, a industria cinematografica como exemplo a warner (BATMAN), MESMO COM TODA PIRATARIA que existe alcançou nos cinemas mundiais a marca de bilhões de dolares, antes de passar no cinema de minha cidade eu ja havia visto o filme baixado da internet.
mas mesmo assim acredito que com muito esforço e esperança, só quebra quem não tem fé, um grande abraço…

5 05 2009
Ana Christine

Olá,
Parabéns Junio!

Como sempre, seus comentários tem tudo a ver com nossa realidade de empresários deste sofrido mercado de locação de dvd´s.

Tenho lan e sala de jogos de play 2 aqui na loja, um cliente veio buscar a filha na lan um dia desses e me falou assim: ainda tem gente que loca dvd? Respondi: Sim! Ainda existem pessoas conscientes que se divertem com filmes originais. Fiquei indignada, mas parei pra pensar, é só uma constatação de uma situação que já é uma realidade de fato. Outro dia no supermercado próximo da minha loja, na fila do caixa, uma menina pediu R$ 10,00 ao pai para comprar 2 dvd´s piratas em uma banca na frente do super. Quer dizer, a banca fica a 1 quadra da minha loja, na frente de um super mercado bem movimentado, que vende seus dvd´s por R$ 5,00 cada, na minha locadora a locação é R$ 3,00, então, não é só a questão do preço, é um comportamento adotado por 80% das pessoas de todas as idades e classes sociais. Minha locadora é pequena, tenho sempre os principais lançamentos e dos meus 500 clientes, se 50 locam com frequência, é porque também tenho outros segmentos na loja (lan, play, pizzas, sorvete), que ajudam a atrair o público, mas que mesmo assim ainda é bem pequeno se comparado, aos clientes do meu visinho lá da frente do mercado.

Realmente, não sei a quem recorrer, já enviei e-mail, contatos por telefone a secretaria de cultura, depto. de fiscalização… mas ninguém parece se importar com a situação, ninguém (autoridades) toma nenhuma atitude séria e eficaz contra esse mercado paralelo, que cada vez mais se torna “oficial”.

Sinceramente já pensei em vender, mas o valor oferecido não cobre nem 10% do investimento, então vamos indo como podemos, com muita fé, comprando cada vez menos pré-venda e cada vez mais sell thru. E aprendendo a conviver com a crise, com a pirataria, com os clientes em débito e com aquelas crianças que dizem assim “esse filme eu tenho, esse dvd eu também já tenho e esse eu já tenho o 3″ (a era do gelo, por exemplo). Porém, quando eles pagam R$5,00 eu pago R$ 119,00, mas ninguém (governo) se importa com isso, isso porque eles também assistem estes de R$ 5,00.

14 05 2009
cassius

Venho relutando há algum tempo para escrever esse e-mail , mas recentemente tomei a decisão de enviá-lo após ler as 2 cartas que foram enviadas por proprietários de vídeo-locadoras às distribuidoras e aos órgãos competentes , incluindo a UBV (União Brasileira de Vídeo).

O relato abaixo, escrito por mim, além de ser um desabafo, é uma forma que encontrei de tentar conscientizar as pessoas da repercussão negativa que a pirataria tem na vida de todos nós.
Já está na hora do povo brasileiro parar de tentar bancar o “espertinho” e cair na real. Pirataria é crime!

Há mais ou menos 1 ano, veio um cliente até a minha locadora perguntar se tinha um filme que infelizmente não me recordo o título. Mas a minha resposta foi simples:
- Senhor, esse filme ainda está passando no cinema. Demora mais ou menos uns 4 meses para chegar na locadora.
O comentário infeliz veio logo em seguida:
- Ah, mas o filme já está a venda no camelô.Inclusive , eu até já comprei! Mas a imagem não está muito boa e então resolvi vir aqui alugar.
Deixei o cliente terminar de falar e respondi educadamente:
- Bem, como eu disse anteriormente, o senhor terá que esperar alguns meses até esse título chegar . E logo emendei:
- O senhor não gostaria de alugar algum outro filme? Temos muitas novidades.!
Ele prontamente respondeu ( com um tom meio irritado, mas falante):
- Não! Eu queria esse mesmo. Obrigado.
Como eu percebi que ele estava querendo argumentar( ou talvez discutir mesmo), aproveitei a oportunidade e perguntei:
- Desculpe, mas porque o senhor comprou um dvd pirata?
Ele respondeu atônito:
- Ué, todo mundo compra !!! Os camelôs estão vendendo pra caramba. Todos os filmes que estão passando no cinema estão à venda lá! Tem até filmes que nem estreiaram aqui no Brasil.
Nesse momento , eu pensei ironicamente comigo: Nossa, como ele é esperto!!
O que será que ele veio fazer aqui afinal? Já que tem todos os filmes do cinema no camelô,porque ele está aqui?
Que raio de economia é essa?? Ele gastou dinheiro em um dvd pirata e agora quer alugar tb? Obviamente não está satisfeito!
Bem, não é preciso fazer faculdade de matemática para chegar a conclusão de que o investimento foi 2 vezes maior, já que o preço de um dvd pirata é ,em média, o preço da locação de um filme! Não seria mais sensato esperar o filme chegar na locadora? O Investimento seria único e haveria a certeza de estar levando para casa um produto de qualidade.
Bem, de qualquer forma , respondi:
- Senhor, semana passada veio um garoto de aproximadamente 18 anos me pedir emprego de entregador . Sabe o que eu respondi? Olha, deixe seu curriculum, pois quem sabe mais pra frente eu possa precisar, mas por enquanto não estou podendo contratar ninguém. Ele agradeceu e foi embora.
O cliente perguntou:
- Sim ,mas…. o que isso tem a ver???
Eu obviamente estava esperando essa pergunta e continuei(agora eu que estava ficando irritado)…
- Eu já tive em minha empresa mais de 9 funcionários e hoje só tenho 2.
Quero gerar empregos, trabalhar mais, mas com a ilegalidade da pirataria fica cada vez mais difícil. Se as coisas continuarem assim seremos obrigados a encerrar nossas atividades.
Quando um cidadão compra um dvd pirata , talvez ele não saiba, mas está tirando o seu próprio emprego, ou talvez de seu próprio filho. Está financiando o crime organizado .
Pessoas que não querem trabalhar estão enriquecendo com o mercado ilegal e as empresas que pagam impostos e geram empregos estão indo a falência… Mas coitadinhos dos camelôs. Eles também precisam trabalhar , não é?!
Lembra do garoto de 18 anos que me pediu emprego.? Poderia ser seu filho.
Como bem dito em uma das cartas anexas, após assisitir o dvd pirata , o cliente vai querer ir à locadora? Claro que não!
Mesmo assim a preferência é o produto pirata. Qual a explicação para isso?
Eu não pensei 2 vezes antes de dizer para o garoto de 18 anos que infelizmente não poderia empregá-lo, pois independentemente da empresa alugar dvds ou não, as contas , impostos e obrigações não falham, estão ali, todos os meses.
Mas e a lucratividade da empresa? Lucro? O que é isso??? Nunca utilizei tanto como agora o conjunto dos números negativos…
Neguei o emprego ao garoto. Sim, neguei, mas deixei para ele a esperança de algum dia poder empregá-lo.Aceitei o seu curriculum, pois ainda tenho fé que as pessoas possam se conscientizar da bobagem que estão fazendo ao investir(pra não dizer jogar no lixo) o seu dinheiro em um produto pirata, seja ele um dvd como qualquer outro produto ilegal!
E que Deus me ajude , pois estou lutando para não fazer parte das estatísticas de empresas falidas do SEBRAE. Que é o que vai acontecer se essa ilegalidade continuar! Vai acontecer comigo e com todas as empresas legais que estão agonizando.

Cassius Almada Ramos
Locadora Vídeo em Cena (RJ)

http://www.videoemcena.com.br

29 05 2009
edna

Junio, aqui na minha região, tentei reunir donos de locadoras para que abríssemos uma cooperativa, para comprar-mos filmes com preços mais em conta. E todo mês depositariamos um valor simbolico, para fundo de investimento. Assim toda locadora faria suas promoções e concorreria com a pirataria e não com locadoras. O que aconteceu, as locadoras que procurei pra fazer tal acordo, abaixou preço de locaçao ( $1,00), claro que meu fluxo de locaçao como as demais proximas diminuiu também, o que aconteceu 4 meses depois esta locadora fechou as portas e no desespero as outras tambem foi no rastro da primeira. Hoje aqui na minha região clientes que foram decepcionados com a pirataria, dão preferencia para video locadora, mas o que acontece “gato escaldado tem medo de agua fria”, quando vem procurar o filme eu não tenho para atendê-los e fico naquele dilema se compro filmes lançamentos com preços abusivos tenho receio de não locar o suficiente lucrar ou pelo menos pagar o valor dos filmes então hoje acho que nós, “os sobreviventes”, deveríamos nos juntar e encontrar uma maneira de comprarmos filmes mais barato.

E Junior brava a sua iniciativa, mas só vai acontecer algo a nosso favor quando nós pararmos de lamentar e nos juntarmos e fazer algo ou concorrencia direta com a pirataria, pois a propria pirataria hoje em dia já estão comendo uma a outra. Então tá na hora de entrarmos e exterminarmos pelo menos pra nós trabalharmos melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: