Uma História de Amor

9 07 2008

O pior filme de Mandy Moore. Sem dúvidas a mocinha que cativou o mundo em “Um Amor para Recordar” e outros diversos filmes que tratam os relacionamentos amorosos como algo interessante e bonito, cometeu um errinho ao ceitar o papel em “Dedication”, tíulo original. É claro que não estou julgando sua interpretação, como sempre maravilhosa, porém o filme em si em que ela teve esta participação. Quando vemos “Mandy Moore” logo imaginamos mais um filme bonito de romance para ser bem alugado. Mas este, certamente não é nem um nem outro.

O Filme fala sobre um possível (bem possível) romance entre um problemático escritor infantil e uma ilustradora de livros infantis desiludida. Pelo que me dá a entender do personagem de Billy Crudup (o mesmo da arte da capa do filme),  é autista ou algo do gênero, um homem sem amigos, sem mais familiares, sem um grande lar para se viver, mas com muito orgulho. Mandy Moore entra na história por acaso, e atua muito bem por sinal, mas não deixa a sua marca registrada no filme, pra falar sério, praticamente nem se quer entendemos o filme que mistura drama familiar, falta de amor próprio, falta de auto-confiança e liberdade.

O filme é confuso e dessa forma não é adepto à todos como “Um Amor para Recordar”. Este é denso, complicado e horas muito desinteressante, com direito à aparição de personagem dado como morto, e vale lembrar que é um personagem coadjuvante.

“Uma História de Amor” não chega a ser Romance, muito menos comédia romântica, ele mais se enquadra no gênero “chatisse sem explicação”, um filme que é feito sem pé nem cabeça, sem início, meio e fim, sem concordância  lógica com os acontecimentos e com uma historinha que vou te contar..

Deixe de lado a curiosidade de ver Mandy Moore nas telas e pense mais no prejuízo que o flme “poderá” lhe trazer.

About these ads

Ações

Information

2 responses

24 03 2009
Nyna Galvanho

Nossa,
posso até concoradar em parte com a crítica,
(o mocinho é meito esquisito, se aumenos fosse um esquisito bonito…mas ele é feio”rsrs)
E não é autísta, acho q ele é meio bipolar e sofre de TOC (Transtorno obcessivo Compulcivo)
Porém , o filme tem sim uma lógica, ele retrata claramente a reviravolta de Billy Crudup(o protagonista) que passa por cima de seus medos e trânstornos para reconquistar a mulher que ama.
A propósito, a personagem codijuvante q foi dado como morto aparece como se fosse a consiência dele, quem nunca se pegou lembrando de um conselho, ou imaginando o que diria aquele alguem q vc confia em algum momento de ângustia?

Resumindo, a história pode não ser tão explêndida a ponto de ser comparada com “Um amor para recordar” mas com certeza é um filme que merece ser visto, e compreendido.

6 05 2009
With This Diet I Was Able to Lose T h i r t y P o u n d s in Under a Month

Hi, cool post. I have been thinking about this issue,so thanks for writing. I will probably be subscribing to your blog. Keep up the good posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: